segunda-feira, 31 de julho de 2017

Não dá pra dizer que Maduro está morto nem que a Oposição esteja enterrada... Capturas do Face

Mara Telles brinca no seu Face, mas quando se arma de verdade como professora /pesquisadora da área de Ciência Política,UFMG, que é, sai tiro certeiro!
Ela comentou sobre os últimos fatos da Venezuela, e temos uma posição equilibrada, tomei seu post emprestado .Paulo Vasconcelos
.....





7,5 milhões participaram no plebiscito contra a Constituinte, convocado pela oposição. Júlio Borges, Presidente da Assembléia Nacional Venezuelana, veio a público interpretar estes resultados que, segundo ele, demonstravam que o governo de Maduro estava revogado. 




Ontem, cerca de 8 milhões de pessoas votaram a favor da Constituinte convocado por Maduro. Maduro agora interpreta os resultados: foi a maior votação da Revolução Bolivariana. Até agora, empate técnico, tipo 49,5% para Oposição e 50,5% pro - Maduro. Números robustos de lado a lado. 



Não dá pra dizer que Maduro está morto nem que a Oposição esteja enterrada. Não dá também para simplificar a interpretação entre Autoritários x Democráticos, porque muito embora Maduro tenha apresentado atitudes convenientes com regimes duros, como a violência contra os protestos, a Oposição venezuelana também está bem distante de ser exemplo de democratas.
 Isso vai acabar em guerra civil e, dificilmente qualquer que seja o grupo que venha assumir um novo governo pós -Maduro conseguirá no curto prazo pacificar o país. 



Polarização neste nível costuma ter única resposta: regimes fechados que, usualmente, são fechados em nome da Democracia - esta velha senhora sempre chamada para justificar períodos de exceção.

Nenhum comentário: